7 de dezembro de 2020

Difusão de conhecimento

Pesquisadores de várias partes do Estado marcaram presença no dia 7 de dezembro, no III Simpósio da Bacia Hidrográfica do rio São Francisco, realizado pelo Fórum de Pesquisadores de Instituições de Ensino Superior da Bacia Hidrográfica do rio São Francisco e o Comitê da Bacia Hidrográfica do rio São Francisco (CBHSF).

Mariana D’Ávila, consultora ambiental; Amanda Martins, coordenadora do módulo de gestão cidadã e a pesquisadora Ana Piterman, do projeto (P&D GT 610) Integridade ecológica de lagoas marginais para conservação da biodiversidade do rio São Francisco, apresentaram no Eixo 1 “Governança e Mobilização Social”, o artigo “Pesquisa de campo e Participação Comunitária: o controle social como instrumento de Gestão cidadã nas lagoas marginais do rio São Francisco”.

No artigo são apresentadas a interface entre a pesquisa de campo com a metodologia de coleta de dados científicos e observação da comunidade ribeirinha e a participação social, e a peculiar interação entre o saber científico e o popular que ocorre por meio do projeto de pesquisa e desenvolvimento “Integridade ecológica de lagoas marginais para a conservação da biodiversidade do rio São Francisco”, e diálogo entre os pesquisadores do projeto e a equipe de campo, formada por pescadores e moradores das regiões pesquisadas.

Sobre o evento

Com o tema central “A importância da ciência para o futuro do rio São Francisco”, o evento realizado online de 7 a 18 de dezembro, congrega seis eixos que são as metas do plano diretor de recursos hídricos da Bacia Hidrográfica do rio São Francisco. São eles: Governança e mobilização social; Qualidade de água e saneamento; Quantidade de água e usos múltiplos, Sustentabilidade Hídrica no Semiárido; Biodiversidade e requalificação ambiental e, por fim, Uso da terra e segurança de barragens.

Projeto: P&D GT610 | Copyright 2020 - Todos os direitos reservados