15 de maio de 2020

Você sabia que a Lagoa do Cajueiro está localizada em um parque de mesmo nome?

Instituído a partir do Decreto nº 39.954, de 8 de outubro de 1998, o Parque Estadual da lagoa do Cajueiro foi criado com o objetivo de proteger a área de cobertura vegetal e o conjunto formado pelo espelho d’água das lagoas marginais do rio São Francisco. Sua área corresponde a 20. 500 hectares e pertence ao município de Matias Cardoso, localizado no Norte de Minas Gerais. Com uma beleza típica da região, sua flora tem espécies de formação florestal perenifólia, da caatinga arbórea (mata xerófila caducifólia), carrasco, campos de dreno.

Na área do parque está situado o afloramento do Grupo Bambuí, subgrupo Paraopeba, formações Lagoa do Jacaré e Serra da Saudade. O relevo deve-se ao ciclo erosivo Velhas e por processos de erosão e sedimentação. Apresenta extensas planícies ligada a calha do Rio São Francisco.

A fauna da região é um reflexo da grande diversidade local e a maioria dos animais que compõe a fauna regional são de pequeno porte. Os que alcançam maior tamanho são a anta, a onça pintada, a sucuri, o jacaré-de-papo-amarelo, o tamanduá e o lobo-guará. O Parque também conta com abundante avifauna e numerosas espécies de répteis, anfíbios e peixes.

Fontes: (Instituto Federal de Florestas (IEF) e Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMAD)

Crédito Imagens: Guilherme Haruo.

Projeto: P&D GT610 | Copyright 2020 - Todos os direitos reservados